Novo escritório na Costa Rica

 

Tropical Food Machinery estabelece escritório na Costa Rica com o objetivo de expandir sua presença nos mercados da América Central e do Caribe

 

A Tropical Food Machinery, líder global no setor de máquinas para processamento de frutas, reforçou sua presença na América Central ao abrir um novo escritório na capital da Costa Rica, San José.

Fundada no final da década de 1970, a empresa com sede na Itália atualmente possui uma filial em operação no Brasil, estado de Minas Gerais, plantas de processamento de frutas localizadas no norte do país, além de escritórios de ligação nas regiões Ásia-Pacífico e África Ocidental.

O objetivo é melhorar a oferta de produtos da empresa nos países continentais da América Central e ilhas do Caribe.

O novo escritório da empresa está imerso em um hub de locais comerciais, permitindo aos executivos de vendas a conveniência de se encontrar com clientes em uma área centralizada. A Tropical Food Machinery nomeou Carlos León, um experiente engenheiro químico que colabora com a empresa desde o início dos anos 2000, como chefe de operações. León formará uma equipe local responsável por fornecer serviço de suporte pós-venda, suporte técnico imediato e serviço de peças de reposição.

"A Costa Rica está estrategicamente localizada para ajudar a empresa a se expandir na região", garantiu Leon. Apesar de ser um país pequeno comparado a outros produtores de frutas tropicais da América Central, o país é um grande exportador de derivados de abacaxi e o quarto maior exportador de banana do mundo.

As linhas industriais de larga escala da Tropical Food Machinery são particularmente adequadas para o processamento de tais produtos. A linha de extração de abacaxi, com capacidade de entrada de 1.000 a 20.000 kg por hora, garante excelente rendimento de extração através da ação combinada de máquinas descascadoras e prensas, que extraem o suco.

Entre os equipamentos de processamento de abacaxi da empresa também está a Ginaca. Esta máquina é capaz de formar cilindros automaticamente a partir de frutas pré-calibradas, fornecendo a solução completa para produtos derivados de abacaxi.

Quanto à banana, a empresa oferece uma série de linhas de processamento inovadoras que foram desenvolvidas para as várias etapas do processo, desde o recebimento da matéria-prima, descascamento manual e automático, até o enchimento asséptico do purê no padrão mais elevado requerido pelo mercado. Essas máquinas têm uma capacidade de entrada que varia de 3000 a 20.000 kg por hora.

Cada linha é projetada internamente e, em seguida, construída e testada antes de cada entrega. Isso permite um controle completo sobre a qualidade e a velocidade produtiva, criando um forte senso de responsabilidade dentro da força de trabalho da empresa.

 

Recorde de processamento na Predilecta

Tropical Food Machinery tem orgulho de contribuir com o resultado de seus clientes nos 20 anos de atuação no Brasil e, neste momento, vem cumprimentar a Predilecta por atingir o recorde de processamento de tomate em um único dia.

PELADORA AUTOMATICA DE BANANAS “CERERE 6000”

A TropicalFood Machinery patenteou o novo descascador de banana automático "Cerere 6000", que tem uma capacidade de trabalho de 6 mT/h de produto fresco e um rendimento de extração de 60%.

Nova geração da enchedora asséptica TF EA-2C-BD

TFM tem orgulho de apresentar a mais nova geração da enchedora asséptica TF EA-2C-BD, equipamento de ponta da linha asséptica TFM